Olá, Papai!

Padrão

Querido papai

Quero parabenizá-lo por esse acontecimento tão importante que é a chegada de seu bebê. Quero compartilhar com você algumas dicas que serão úteis em seu dia-a-dia, para que você e o seu bebê tenham desde já, uma vida saudável e de muita alegria. Antes de entrar nesse assunto, gostaria de chamar a atenção para um assunto muito importante: a vacinação do seu bebê.

Ela é a melhor maneira de proteger o seu bebê contra doenças que possam querer atacá-lo. A vacina traz antígenos que, quando dentro do corpinho do seu bebê, ajudará a produzir soldados que irão proteger o organismo contra as doenças (anticorpos). Ou seja, é o próprio germe causador da doença, que é tratado e preparado de maneira que, ao penetrar no organismo, não causa doença, mas estimula e produz defesas contra a doença específica.

Calendário de vacinação do prematuro Recomendações da Sociedade Brasileira de Imunizações (SBIm) – 2014/2015

Vacinas Recomendações, esquemas e cuidados especiais

BCG ID (1) Em recém-nascidos com peso maior ou igual a 2.000 g.

Hepatite B (2) Aplicar a primeira dose nas primeiras 12 horas de vida.

Palivizumabe (3) Recomendado para prematuros e crianças de maior risco.

Pneumocócica conjugada (4) Iniciar o mais precocemente possível (aos 2 meses), respeitando a idade cronológica. Três doses: aos 2, 4 e 6 meses e um reforço entre 12 e 15 meses.

Influenza (gripe) (5) Duas doses a partir dos 6 meses com intervalo de 30 dias entre elas.

Poliomielite (6) Utilizar somente vacina inativada (VIP) em RNs internados na unidade neonatal.

Rotavírus (7) Não utilizar a vacina em ambiente hospitalar.

Tríplice bacteriana (difteria, tétano, coqueluche) – DTPw e DTPa (8) Utilizar preferencialmente vacinas acelulares.

Haemophilus influenzae tipo b(9) A combinação da vacina tríplice bacteriana acelular (DTPa) com a Hib e outros antígenos são preferenciais, pois permitem a aplicação simultânea e se mostraram eficazes e seguras para os RNPTs.

As demais vacinas do Calendário SBIm de vacinação da criança devem ser aplicadas de acordo com a idade cronológica.

Observações:

RECÉM-NASCIDO HOSPITALIZADO: deverá ser vacinado com as vacinas habituais, desde que clinicamente estável. Não usar vacinas de vírus vivos: pólio oral e rotavírus.

PROFISSIONAIS DE SAÚDE E CUIDADORES: todos os funcionários da Unidade Neonatal, pais e cuidadores devem ser vacinados para influenza, varicela (se suscetíveis) e receber uma dose da vacina tríplice acelular do tipo adulto, a fim de evitar a transmissão dessas infecções ao RN.

VACINAÇÃO EM GESTANTES E PUÉRPERAS: a imunização da gestante para influenza (em qualquer idade gestacional) e pertussis (a partir da 20a semana de gestação) constitui excelente estratégia na prevenção dessas doenças em recém-nascidos nos primeiros seis meses de vida, época que eles ainda não estão adequadamente imunizados. A prevenção do tétano neonatal não deve ser esquecida, e o momento do puerpério é oportuno para receber as vacinas para doenças para as quais a puérpera seja suscetível: hepatite B, hepatite A, rubéola, sarampo, caxumba e varicela.

VACINAÇÃO DE CONTACTANTES: a prevenção de doenças infeciosas em lactentes jovens e prematuros pode ser obtida com a vacinação de crianças, adolescentes e adultos que têm contato frequente com eles (mãe, pai, irmãos, avós, babás, e outros) – que podem ser fontes, principalmente, das seguintes infecções imunoprevení- veis: coqueluche, influenza, varicela, sarampo, caxumba e rubéola. A vacinação desses contactantes, inclusive a mãe, se não ocorreu antes da gravidez ou durante a mesma, deve se dar o mais precocemente possível após o nascimento do bebê, de preferência no período do puerpério.

Anúncios

Sobre Radhazen

Educador, historiador e fotógrafo, me envolvi com o tema da paternidade e da primeira infância quando experienciei o preparo e a emoção do parto natural humanizado em 2012. Desde então, não deixei mais o tema, me propus a ler e participar das rodas de discussão mantendo-me informado sobre as mais novas descobertas desse lindo e mágico universo que não é só feminino, hoje, com a maior participação do progenitor masculino, também do pai. Por isso resolvi criar esse espaço de divulgação e compartilhamento de ideias para papais de primeira e outras viagens. Como bem sabemos, não existem muitos espaços destinados exclusivamente a nós homens, papais que muitas vezes nos mantemos distanciados de nossas companheiras e mesmo de nossos filhos por falta de informação e sensibilização para a fase mais importantes dos pequenos... que é a primeira idade, ou seja, os anos iniciais de formação física, emocional e espiritual de nossas filhas e filhos.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s