Pai de Kabul

Padrão

Yasir caminha entre os escombros com Cheydan seu filho de sete anos, meio a paisagem que mistura a beleza natural de montanhas e a aridez da terra amarela, o vento duro, seco mas refrescante sob o sol escaldante e a desolação do seu passado, presente e futuro completamente destruídos.

Pai-e-Filho-32Yasir foi filho, neto, irmão, atropelado pela triste história do seu país, agora, pai, talvez essa seja a única e mais sincera medida de tempo para ele, quando olha para Cheydan enxerga futuro, presente e passado, assim também é a sensação do seu pequeno descendente, agora não só a sua única referência de tempo como de história.

Quem olha por nós meu pai? pergunta o pequeno Cheydan ao pai, com um olhar terno e de semblante tranquilo e consolador Yasir explica que é a natureza que zela, nos protege e alimenta e continua:

– Nunca se esqueça meu filho que pode haver guerra, brutalidade, impunidade e todo o tipo de imperfeição nos homens, mas a nossa mãe natureza que é a legítima representante do grande pai, Deus, que através dela nos acolhe e alimenta não só o nosso corpo como a alma no absoluto amor que ele tem por nós, perfeitos ou imperfeitos, quando a procuramos lá está ela. E Yasir acrescenta:

– Chaydan olhe para mim, mesmo agora quando não tenho nada a oferecer, pão, casa, escola, quando tudo parece estar determinado para o fim, ainda assim, retiro a energia necessária para alimentar o seu corpo e alma, como as plantas que estão em grandes altitudes, que a princípio não sobreviveriam em tais condições de escassez, elas sabem que precisam sobreviver e perpetuar a sua espécie para que as que vierem depois possam trazer vida e beleza aonde elas estão. O mais importante é observar o movimento de tudo, como as estrelas que são um fragmento do que um dia foram, planetas que surgem de desaparecem, os nossos ancestrais que nos legaram a vida.

Com cuidado e de forma precisa Chaydan diz a Yasir:

– Pai, eu vejo o senhor, a mamãe e o vovô como um grande cedro, grande e belo, de raízes fortes…

O pequeno Chaydan compreende tudo que o seu pai Yasir diz, a princípio seria fácil dado o desaparecimento de vidas e coisas, do passado, presente e futuro. Mas o que ficou para o pequeno Chaydan foi a doçura e a tranquilidade de Yasir ao explicar através da pedagogia da natureza como as coisas funcionam no pequenino planeta terra, assim como no universo, mesmo sob condições de extrema escassez e violência que levou a vida de toda a família de Yasir e Chaydan.

A lição que Yasir nos deixa é que podemos reinventar o mundo a nossa imagem e semelhança quando não há mais caminho na direção do lugar do comum, quem sabe não recriamos o mundo como um lugar melhor para viver?

Referência:

Esse é um trecho do conto que faz parte da coletânea “Pai de Kabul” de Renato Oliveira que representa a situação de pais que vivem em zonas de conflito.

Anúncios

Sobre Radhazen

Educador, historiador e fotógrafo, me envolvi com o tema da paternidade e da primeira infância quando experienciei o preparo e a emoção do parto natural humanizado em 2012. Desde então, não deixei mais o tema, me propus a ler e participar das rodas de discussão mantendo-me informado sobre as mais novas descobertas desse lindo e mágico universo que não é só feminino, hoje, com a maior participação do progenitor masculino, também do pai. Por isso resolvi criar esse espaço de divulgação e compartilhamento de ideias para papais de primeira e outras viagens. Como bem sabemos, não existem muitos espaços destinados exclusivamente a nós homens, papais que muitas vezes nos mantemos distanciados de nossas companheiras e mesmo de nossos filhos por falta de informação e sensibilização para a fase mais importantes dos pequenos... que é a primeira idade, ou seja, os anos iniciais de formação física, emocional e espiritual de nossas filhas e filhos.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s